segunda-feira, 29 de dezembro de 2014

FELIZ 2015

"É aqui. (...), que mora o Ano em que nos encontramos, de 1 de janeiro a 31 de dezembro.
A sua tarefa é cuidar do nascimento de todos os dias. Cuidar de todas as horas, de todos os minutos e de todos os segundos...
Ora, este Ano, o Ano exato em que nos encontramos, começou, logo em janeiro, a refletir, a pesquisar, a sonhar...
Quanto mais pensa na forma como as coisas se fazem, mais certeza tem de que seria melhor fazê-las de outra maneira, com menos mecânica e mais sentido! Certo é que, desde o princípio dos tempos, a escolha do Ano Novo é feita ao acaso.
O Ano do Presente espera pacientemente (...) para explicar a sua ideia: escolher o Ano Novo que traga melhores planos para o mundo.
Abre-se então três vezes a porta da Infinita Sala do Tempo Futuro. E de lá saem três Anos Novos, todos em branco, todos com o seu ar de futuro. O Ano do Presente pede-lhes que falem dos planos que trazem consigo...
O terceiro candidato detém-se em silêncio e por fim diz timidamente:
- Acho muito difícil contentar toda a gente ao mesmo tempo. Nem estou certo de o querer fazer, mesmo que soubesse. Apenas trago dias para oferecer. O destino de cada um a cada um pertence.
O Ano do Presente pede então (...) ao terceiro candidato que se prepare para ser o Ano que se segue.
A meia-noite aproxima-se. Muita gente está já a festejar.(...)
- Bom Ano Novo - diz agora o Ano Velho. E deixa o Ano Novo na Sala do Tempo Presente para cuidar dos dias, das horas, dos minutos e dos segundos. Um ano cheio de sonhos e esperanças."
 
Sílvia Alves,
in A fábrica do tempo
 

Ilustração Eda Kaban
 

Sem comentários:

Enviar um comentário

VAIS GOSTAR TAMBÉM DE:

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger..."