quarta-feira, 23 de setembro de 2015

OUTONO

Chegou hoje esta estação do ano, fenómeno que marca o final do verão.
Também conhecido como equinócio do outono, em que se assinala o instante em que o sol, tal como o vemos a partir da Terra, cruza o plano do equador celeste, o que acontece em setembro no hemisfério norte e em março no hemisfério sul.
Ao outono do hemisfério norte dá-se o nome de outono boreal, enquanto que o outono do hemisfério sul se chama outono austral.

Ilustração Stephanie Fizer Coleman

É a estação em que as temperaturas começam a descer, os dias ficam mais curtos, em que as folhas da maioria das árvores adquirem tons de amarelo, castanho e vermelho e começam a cair. Por exemplo, com o pinheiro, característico da nossa região, isso não acontece, porque tem umas folhas especiais que lhe permite suportar o frio.
É nesta altura que os céus se enchem de aves migratórias, como as andorinhas e as cegonhas, que vão de partida, para zonas mais quentes. Outros animais como o esquilo, o urso, a formiga, começam a guardar, nas suas tocas, alimentos para o inverno.
Também é no outono, que surge um fruto muito apreciado, a castanha. Quando ainda estão verdes, as castanhas estão dentro duma bola de picos, ficando assim, protegidas dos animais que de outra maneira, as comeriam, quando amadurecem a proteção abre-se e as castanhas saem.
É agora que nos começamos a preparar para o rigor da estação seguinte, o inverno.

Ilustração Monica Carretero



Outono

Desfolham-se as árvores
E as folhas voando,
São aves ao vento

Desfolham-se as árvores
E as folhas caindo,
São tapetes no chão

Desfolham-se as árvores
E os seus braços, nus,
Pedem um cobertor
De nuvens

              Luisa Ducla Soares,
in O planeta azul




 

Sem comentários:

Enviar um comentário

VAIS GOSTAR TAMBÉM DE:

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger..."